Ato em solidariedade reúne dois mil no Pinheirinho

Neste domingo, 6 de junho, cerca de 2 mil pessoas participaram do ato em solidariedade aos moradores da ocupação Pinheirinho. Parlamentares, sindicalistas, representantes do PSTU e do PT, líderes das igrejas evangélica e católica estiveram presentes à manifestação, além dos familiares dos moradores que também apóiam essa luta.

A coordenação do movimento entregou uma carta de reivindicações aos parlamentares, solicitando audiência com o governo Municipal, Estadual e Federal para discutir a situação das famílias que estão vivendo no local sem qualquer infra-estrutura.

O deputado estadual Nivaldo Santana (PCdoB) disse que irá encaminhar as reivindicações e defendeu a mobilização dos moradores, como principal instrumento para conquistar definitivamente a moradia.

Disse ainda que vai manter contato permanente com as lideranças do movimento para acompanhar e dar apoio a luta até que se chegue a vitória. Os vereadores de São José, Tonhão Dutra e Vagner Balieiro, do PT, também se comprometeram a apoiar os moradores.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Luiz Carlos Prates, o Mancha, lembrou que desde o início da ocupação, há mais de um ano, a mobilização tem crescido e está se tornando uma referência nacional. O papel das mulheres à frente do movimento também foi destacado por Mancha.

O descaso de Lula com a população mais pobre e os escândalos de corrupção que atingem o governo também foram duramente criticados por Mancha.

FONTE: Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região (www.sindmetalsjc.org.br)