URGENTE! Militantes do PSTU em São Luís (MA) sofreram ameaças por parte da Polícia Militar.

55

Durante a votação do candidato Hertz Dias (PSTU) na escola Barbosa de Godóis, no bairro do Monte Castelo, a PM tomou as bandeiras de dois militantes, Claudicea Durans e Eloy Natan, e ameaçaram conduzir todos que estavam lá que se levantaram contra esta injustiça.

Claudicea Durans é professora doutora do IFMA Monte Castelo e militante do movimento negro Quilombo Raça e Classe. A atitude dos policiais de tomar à força a bandeira de Claudicea foi machista e racista. A PM ainda tentou alegar que havia uma denúncia de um candidato fazendo boca de urna no local e havia se confundido. Mais uma vez ficou claro como a polícia age com os negros e os pobres. Primeiro coage, ameaça e só depois vai verificar o que realmente aconteceu.

Eloy Natan, é bancário e presidente do Sindicato dos Bancários do Maranhão e também teve sua bandeira tomada pelos policiais que se recusaram a ouvir. Enquanto isso, centenas de candidatos estão comprando votos e fazendo boca de urna sem serem incomodados pela Polícia.

A perseguição ao PSTU é decorrência da coerência política na defesa de uma sociedade melhor para quem nela produz e contra a exploração capitalista. Por isso, intimidam, coagem, reprimem e até assassinam a quem julgar necessário, na maioria das vezes sem serem responsabilizados.

A legislação eleitoral é clara ao permitir a manifestação silenciosa do eleitor com camisas, adesivos e bandeiras. É necessário denunciar os abusos da Polícia Militar, estamos em alerta.

Basta de machismo!
Basta de racismo!