Prefeito Clésio Salvaro
Um professor da disciplina de Artes da cidade de Criciúma exibiu para sua turma do 9º ano o videoclipe “Etérea”, produzido pelo cantor Criolo, que é uma importante referência no meio musical e nos estudos sobre a arte urbana dentro das escolas. Este clipe convida as pessoas ao diálogo sobre questões relacionadas à sexualidade e corporeidade, a olharem os corpos de cada ser, dentro da sua singularidade e que lindamente formam a sociedade que temos. Por conta disto, este professor recebeu uma enxurrada de críticas lgbtfóbicas e retrógradas, tendo como destaque a fala do Prefeito Clesio Salvaro (PSDB) que, em um vídeo publicado em suas redes sociais, se expressou da seguinte forma: “Esta viadagem na sala de aula nós não concordamos“.
É valido refletirmos porque existe tanto medo em olhar para a realidade da diversidade?
Uma pessoa ser livre, fora dos padrões que historicamente foram construídos, machuca tanto assim aos “conservadores”?
Senhor prefeito, ser LGBT não é uma aberração, nem algo ruim.
Aberração é dizer que a mais importante universidade de Santa Catarina deve ser fechada caso não volte com aulas presenciais, aberração é você ser favorável à volta às aulas sem que os professores nem os alunos estejam vacinados, aberração é mandar embora da casa de passagem os moradores que, por conta do racismo estrutural e preconceitos diversos, não possuem emprego fixo.
É vergonhoso um prefeito não representar as pessoas que mais precisam de representatividade, de respeito e auxílio, mas sim representar os preconceituosos e retrógrados, a elite, e uma política que mata milhares de LGBTs por ano no Brasil.
LGBT NÃO É DOENÇA!
DOENTE É O CAPITALISMO!
FORA SALVARO LGBTFOBICO!
Assinam a nota
-Frente Fora Bolsonaro Criciúma
-Rebeldia Criciúma
-UJC Criciúma (União da Juventude Comunista)
-CFCAM (Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro)
-PSTU Criciúma
-PCB Criciúma
-Movimento Feminista da Diversidade
-Projeto Adinkras/ Forquilhinha
-UBM – União Brasileira de Mulheres
-Programa Protagonistas Sem Fronteiras
-Programa Café Com Arte e Literatura
-ACR _ Anarquistas Contra o Racismo
-MML _ Movimento Mulheres em Luta Criciúma
-CAS_ Coletivo de Artistas Socialistas
-SISERP – Sindicato dos -Servidores Municipais de Criciúma
-Coletivos 8M/SC, Criciúma e Forquilinha
-Grupo Lute como uma Mãe
-Jornal Livre SC
-UJS Criciúma (União da Juventude Socialista)
-ADOSC – Associação de -Doulas de Santa Catarina
-Grupo de Mães pela diversidade de Santa Catarina
-Cirquinho do Revirado
-Movimento Sindical Sul Catarinense
-Coletivo Sou – Içara
-Secretaria da Diversidade Única
-Alterna Entretenimento
-E Agora? Grupo de Teatro
-Mandato do Vereadora Giovana Mondardo (PCdoB)
-União Nacional LGBT – -UNALGBT
-PCdoB
-MULIT – Movimento Mulheres do Litoral
-PT – Partido dos Trabalhadores
-EVANGELICXS – Evangélicos pela diversidade
-Grupo Cirandela
-Artemísia – Partería Contemporânea
-MUNMVI ONG de Mulheres Negras Professora Maura Martins Vicência
-SLF Records (Gravadora, Coletivo de Mc’s)
-Coletivo 4parede
-AMT – Ação da Mulher -Trabalhista
-ENEB – Entidade Negra -Bastiana Criciuma
-Coletivo Livre
-SINASEFE – Seção Sindical IFSC
-NEGRA- Núcleo de Pesquisa em Gênero e Raça
-Juventude Socialista PDT
-Coletivo Chega de Racismo CCR/Criciúma
-Mídia Catarina
-Grupo Gayvota
-Centro de cultura Negra do maranhão
-Cyathus Teatro de Animação
-Quilombo Raça e Classe
-Quilombo Brasil
-Gíria Vermelha
-Colher de Chá Produtora
-União catarinense das e doa estudantes
-Confederação Internacional do Serviço Público
-FRIHET
-Porandubas e Folias
-LAMLGBT+ (Liga Acadêmica Multidisciplinar LGBT+)
-PSOL SC, AFRONTE SC e a Setorial LGBT do PSOL SC
-Setorial LGBT CSP Conlutas