Notas sobre a greve (09/07)

Segue firme a greve na Previdência

A greve já conta com a adesão de cerca de 70% dos servidores do INSS, e já atingiu uma parcela considerável dos trabalhadores da saúde, e algumas DRT`s pelo País

Vaias para o presidente da CUT

A audiência pública das Centrais Sindicais sobre a Reforma da Previdência esquentou o clima na Câmara dos Deputados.O presidente da CUT teve dificuldade para falar, diante das vaias e protestos de servidores em greve. O deputado Alceu Collares (PDT/RS) perguntou a Luis Marinho qual seria sua postura caso o governo dissesse não aos servidores, se ao lado do funcionalismo ou do governo. O deputado Babá· (PT/PA) fechou a audiência citando a quebradeira dos Fundos de Pensão na Argentina, o que levou à redução das aposentadorias de trabalhadores e empobrecimento da população.

Universidades do RJ aderem à greve nacional

Veja o quadro:
UFRJ: Funcionários [72 horas]. Professores [tempo indeterminado].
UFF: Greve por tempo indeterminado de funcionários e professores.
Uni-Rio: Funcionários [72 horas]. Professores [tempo indeterminado].
Rural: Greve por tempo indeterminado de funcionários e professores.
Cefet-RJ: Greve de professores por tempo indeterminado.

Mobilização dos servidores federais em Pernambuco

A greve dos servidores públicos federais em Pernambuco está com boa adesão.
Veja o quadro da paralisação nas outras categorias.

Cefet, DRT e Incra – paralisação total.
INSS – principais hospitais e postos de benefícios atendendo somente as emergências.
Funai, Ibama, Sudene, Ministério da Defesa, IBGE e Funasa – paralisação parcial.
Receita Federal – paralisação total.
Universidades Federal e Federal Rural de Pernambuco – paralisação total dos docentes e greve de 72 horas dos servidores.

A greve do Judiciário Federal paulista se fortalece. Neste segundo dia de paralisação [ontem foi feriado no Estado] a Justiça Federal de Araçatuba e a Justiça do Trabalho de Itaquaquecetuba entraram na greve com 100% dos servidores. Na Federal de São José dos Campos [Vale do Paraíba], que também entrou na greve hoje, a adesão é de 85%.

Também aderiram hoje os servidores da Justiça do Trabalho em São Carlos [15ª Região], onde 45% dos servidores decidiram cruzar os braços após a realização de assembléia local hoje de manhã.

Além disso, em lugares que já estavam em greve desde terça-feira [08 de julho] a tendência também é de crescimento. Na JT/Guarulhos [Grande São Paulo] já há 80% de paralisação, na JT/Cásper Líbero [capital] pararam 40%. A JF/Santos mantém o histórico percentual de 100%, assim como a JF/Jaú [100%] e JF/Taubaté [80%].
A paralisação segue também no Tribunal Regional Federal; Justiça Federal da capital e na Justiça Trabalhista da capital, Santos, São Vicente, Guarujá e Campinas [15ª Região].