Em Fortaleza, dia de luta tem paralisação em canteiros de obras e terminal de ônibus

Data também teve passeata de servidores contra o governo do PT e greve de CorreiosEm Fortaleza, o primeiro de abril foi marcado por uma paralisação em 10 canteiros de obras no bairro do Papicu, um dos bairros nobres da cidade, mobilizando 600 operários. Desses canteiros, uma passeata com mais de 300 trabalhadores se dirigiu ao terminal de ônibus do bairro, paralisando o funcionamento do mesmo por 1 hora com o apoio dos rodoviários. Os operários da construção civil estão em campanha salarial e incluíram o dia 1º em seu calendário de luta e mobilização.

A partir das 9 da manhã, em torno de 500 servidores realizaram ato de protesto com passeata contra a prefeita Luizianne Lins e o PT. A prefeitura que ano após ano se enfrenta com os servidores, este ano chegou ao descalabro de solicitar ao PT nacional para entrar na justiça contra a isonomia salarial da categoria, um direito conquistado há mais de 20 anos.

Os trabalhadores dos Correios em Fortaleza também paralisaram seu trabalhos, como parte da greve nacional da categoria.