Metalúrgicos de São José dos Campos fazem campanha para doação aos trabalhadores do Haiti

Na fábrica Trelleborg, desconto em folha já foi aprovado em assembleiaO Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, filiado à Conlutas, inicia na próxima semana uma campanha com os trabalhadores da categoria para doação de 1% de seus salários para o povo haitiano. O dinheiro arrecadado será usado para a reconstrução das organizações operárias e ajuda direta aos trabalhadores.

O cronograma de assembleias deve começar a ser definido na próxima semana, mas no dia 27 de janeiro, os metalúrgicos da fábrica Trelleborg, em São José dos Campos, já aprovaram, por unanimidade, o desconto em folha. Foram realizadas assembléias nos dois turnos, inclusive com pessoal administrativo.

O dinheiro será enviado, em caráter de solidariedade de classe, à central sindical e popular do Haiti, Batay Ouvriey (Batalha Operária). A campanha do Sindicato acontece simultaneamente à realizada pela Conlutas, também em favor da classe trabalhadora. Uma conta bancária foi aberta exclusivamente para receber doações: Banco do Brasil, agência 4223-4, conta corrente 8844-7, em nome de Coordenação Haiti. Fruto de doação das entidades filiadas, até agora, já foram arrecadados R$ 150 mil.

“As organizações de trabalhadores precisam, urgentemente, de ajuda. Somos entidades irmãs e o dinheiro arrecadado nesta campanha será usado para socorrer trabalhadores e entidades haitianos. Não podemos contar com a ajuda que está sendo controlada por entidades governamentais e pela ONU, que já são alvo de denúncias de não estarem chegando às mãos dos haitianos”, afirma o diretor José Donizetti de Almeida.

“Os metalúrgicos têm tradição de solidariedade de classe e temos confiança que esse debate será vitorioso em toda a categoria em favor dos companheiros do Haiti, como já ocorreu na Trelleborg”, concluiu.