Encontro da Conlutas em Minas Gerais aprova moção pela liberdade dos presos

Com a participação de cerca de 40 entidades, sindicatos e oposições, o Encontro Estadual da Coordenação Nacional de Lutas (Conlutas) em Minas Gerais também apoiou a campanha contra a criminalização dos presos argentinos.
No dia 7 de novembro, após um fim de semana de debates, os participantes aprovaram a moção abaixo:

As entidades sindicais presentes no 1º Encontro da Coordenação Nacional de Lutas do Estado de Minas Gerais – Brasil, Em virtude dos recentes acontecimentos ocorridos na Argentina, que afetam a vida do movimento operário e popular internacional, exigem do Governo do Presidente Nestor Kirchner a imediata libertação dos presos políticos da cidade de Caleta Olívia, província de Santa Cruz.

Somos solidários à luta dos trabalhadores argentinos e em especial de Caleta Olívia por se tratar da justa reivindicação por emprego.

Denunciamos a perseguição política e ideológica das forças de segurança do Governo argentino e reafirmamos que as lutas sociais e as reclamações pela vigência de direitos universalmente consagrados nunca devem ser consideradas delitos ou atos criminosos, senão reivindicações justas.

Ademais, consideramos Vossa Exa. responsável pela integridade física destas mulheres e homens [email protected] mantidos presos na Argentina.

Assinam: Entidades Participantes.

Ibirité, 07 de novembro de 2004