Sem-terra ocupam latifúndio em Minas

Cerca de 80 famílias de trabalhadores sem-terra ocuparam na madrugada de domingo, 13 de agosto,a Fazenda Muquem, conhecida como “Pirapitinga”, a 52 km da cidade de Coromandel (MG), região do Alto Paranaíba, com 700 hectares de terra improdutiva.

O grupo faz parte do Acampamento “Liberta Coró”, organizado por militantes do MTL (Movimento Terra Trabalho e Liberdade). As famílias encontravam-se acampadas às margens da rodovia que corta o município, algumas há mais de cinco anos, sem qualquer providência das autoridades municipais, estaduais ou federais para resolver a questão da reforma agrária.

A fazenda encontra-se totalmente improdutiva há vários anos, a sede e os barracões encontram-se em estado de total abandono, inclusive o mato já tomou conta de tudo. Os trabalhadores chegaram ao local e já iniciaram a limpeza do mato ao redor da sede. O imóvel será usado para atividades coletivas da comunidade, como reuniões, festa, guarda de alimentos.

A mobilização dos sem-terra aconteceu na madrugada de sábado, por volta de 4 horas da manhã, e foi apoiada pela CONLUTAS (Coordenação Nacional de Lutas), Sindicato dos Gráficos de MG, Sindeess, e também pelo MPRA – Movimento Popular pela Reforma Agrária.

Segundo Adenor Aparecido, coordenador do acampamento “Liberta Coró”, está nos planos dos trabalhadores realizar um seminário organizativo e de formação, com vistas à organização de sua luta, dentro e fora da fazenda. Pretendem ainda construir uma horta coletiva no local para garantir o sustento das famílias.

Adenor espera que o INCRA tome providências rápidas para vistoriar o local e proceder à intimação do proprietário, com vistas à desapropriação. E conta com o apoio do movimento sindical e social: “A luta da reforma agrária é de todo o povo brasileiro, se o Governo quisesse teríamos milhões de assentados produzindo, gerando renda e condições dignas de vida para todos os excluídos de nosso País”, finaliza.