Representante da Conlutas vai ao enterro de sindicalistas assassinados

A Conlutas enviará um representante ao enterro dos três sindicalistas barbaramente assassinados no dia 27 de novembro na Venezuela. José Geraldo Corrêa Júnior, o Geraldinho, dirigente da Oposição Alternativa na Apeoesp, vai levar a solidariedade da Conlutas aos trabalhadores venezuelanos. Os ativistas mortos pertenciam à C-Cura, uma das organizadoras do Elac (Encontro Latino-Americano e Caribenho dos Trabalhadores), ocorrido em julho na cidade mineira de Betim.

“A Conlutas se solidariza com os trabalhadores da Venezuela e exige do governo venezuelano a imediata apuração da responsabilidade pelos assassinatos”, afirma Geraldinho, que ainda cobra do governo Lula um posicionamento sobre o crime praticado contra o movimento sindical no país. “Exigimos do governo Lula um duro pronunciamento contra os assassinatos e a exigência de que esse crime seja apurado e seus autores punidos”.

O enterro dos três sindicalistas assassinados ocorre dia 29. “Acham que a repressão vai intimidar os trabalhadores, mas muitos companheiros já tombaram na luta e isso não nos intimida”, diz o dirigente. “Estamos juntos à classe trabalhadora venezuelana contra a repressão”, finaliza.