Pipocam protestos contra reforma

Rio
Servidores fazem ato na UFRJ

No dia 30 de abril pela manhã, Lula esteve na UFRJ para inaugurar um laboratório. Mais de 300 servidores fizeram um ato. Nos discursos, as entidades afirmavam que a Reforma é a privatização da Previdência e que no dia 14 e 15 abril os servidores vão à greve. Servidores municipais e estaduais, que participam do Fórum Fluminense Contra a Reforma da Previdência, também marcaram presença no ato.

Brasília
“Lula, tenha decência, não privatize a Previdência!”

Na tarde do dia 30, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva desceu a rampa do Palácio do Planalto acompanhado de ministros e governadores para levar ao Congresso Nacional as propostas de reformas da Previdência e Tributária.
Mas teve que desistir de atravessar a área à pé porque topou com manifestantes. Foi de automóvel, mas não adiantou. Segundo o Estadão.com “O presidente desembarcou do ônibus e, acompanhado de governadores, parlamentares e ministros, desceu a rua que dá acesso à chamada Chapelaria do Congresso. E justamente ali deu de frente com grupos de manifestantes contrários à reforma, que gritavam ‘Lula, tenha decência, não privatize a Previdência’, muitos deles do PSTU, partido criado por dissidentes do PT”.

ANDES entra na justiça contra propaganda do governo
O Andes-sn entrou na justiça para suspender a campanha publicitária em favor a reforma da Previdência. Para o Andes a divulgação em rede nacional tem o objetivo de iludir a população brasileira e pressionar o Congresso a aprovar, sem alterações, o projeto que será apresentado.

Post author
Publication Date