Moção em defesa dos trabalhadores da fábrica Brukman

Ao final do ano de 2001, os irmãos Brukman abandonaram a fábrica e seus trabalhadores com dívidas de todos os tipos. As 60 trabalhadoras, enfrentando a realidade do desemprego, se encarregaram se fazer voltar a funcionar a fábrica, pagando as dívidas e conseguindo novos clientes.

Hoje, após um ano e meio, uma brutal violência por parte da polícia Argentina expulsou os trabalhadores de seu local de trabalho e correm o risco de terem devolvida a têxtil Brukman àqueles que a faliram no passado.

Repudiamos veementemente a repressão organizada pelo próprio Estado argentino, que há meses vem tendo uma postura omissa diante do conflito!

Exigimos que as forças policiais se retirem imediatamente da fábrica e que seja devolvido o controle da fábrica aos trabalhadores!

Se tomam a uma, tomarão a todas!
A Brukman é dos trabalhadores!

Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU)

MANDE SUA MOÇÃO PARA:

EMBAIXADOR Juan José Uranga
SHIS QL 02, CONJ. 01, CASA 19 – LAGO SUL
CEP 70442-900 BRASÍLIA, D.F.
FAX: (61) 364-7666
embarg@embarg.org.br

COM CÓPIA PARA:

info@foslitci.com.ar

prensabrukman2@yahoo.com.ar

litci@terra.com.br

Post author
Publication Date