Movimento Negro da Conlutas: hora de avançar na construção

Para o período da tarde, o GT de Negros da Conlutas preparou uma tenda de debates sobre a necessidade da criação de um movimento negro de caráter classista, anti-capitalista, independente dos governos, socialistas e de oposição ao governo Lula.

O evento acontecerá no Quilombo, uma tenda já famosa entre os congressistas dado o nível dos debates e as atividades culturais pungentes que acontecem por lá.

“Ao longo do tempo, os movimentos negros sofreram uma forte capitulação e cooptação do governo Lula; a realidade tem demonstrado a necessidade, cada vez maior, de um movimento Negro de caráter classista, com horizonte socialista, organizado pela Conlutas”, afirma Crispim, organizador do Movimento Negro da Conlutas.

Após o debate, que tem por objetivo a apresentação desta proposta aos congressistas, o Quilombo organizou diversas atividades culturais como a apresentação dos Filhos de Gandhi; integrantes da Vai-Vai; e os grupos culturais Tiquinho e Cia. Primitiva.

Principais reivindicações:

  • Por um novo Movimento Negro anticapitalista, independente dos governos, socialista e de oposição ao governo Lula.
  • Liberdade de expressão para a cultura afro-brasileira (candomblé, samba, capoeira etc.).
  • Basta de assassinatos contra negros e negras!
  • Repúdio à violência, racista, machista e homofóbica!
  • Titularização das terras das comunidades Quilombolas
  • Reparações e cotas para o povo negro!