Morrem os primeiros soldados invasores do Haiti

A ocupação do Haiti, liderada por tropas brasileiras desde junho de 2004, teve seus primeiros mortos entre os invasores. Dois soldados da força de paz da ONU, um de Sri Lanka e outro de Nepal, foram mortos em distintos conflitos para tomar delegacias que estavam ocupadas por rebeldes haitianos, ex-militares que forçaram a fuga do presidente Aristide e contribuíram para a convulsão social que tomou o país no ano passado.

Em Petit Goave, o comandante da força de paz, general Augusto Heleno Pereira, tentava negociar com os rebeldes quando foi alvo dos disparos, mas nada sofreu. Além da morte do soldado de Sri Lanka, outros quatro do mesmo país ficaram feridos no confronto, além de duas mortes e 12 feridos por parte dos rebeldes. O segundo conflito, em Terre Rouge, causou uma baixa entre os ex-militares haitianos.