Dirigentes falam sobre o lançamento do Movimento

“O lançamento do movimento pelo novo partido no FSB é importante (…) porque o momento exige, pelas decisões que estão sendo tomadas com velocidade muito grande pelo governo, agora com o acordo com FMI, a necessidade de construir um movimento não só visando a construção de um outro partido (…) mas também para construir uma resistência a essas situações que estamos vivendo. (…) Por isso, ele nasce para a luta”.
É necessário intensificar os debates (…) É a participação da base nesse movimento o que se pretende. Construir um partido de base, para fazer uma coisa muito diferente do que está aí. Não pode meia dúzia se reunir e reproduzir processos já conhecidos, não é isso o que se quer (…).”

José Domingues, dirigente docente

“Para nós que já formamos este movimento lá em Santa Catarina é muito importante. (…). Com essa plenária e com a carta de Belo de Horizonte, que a gente vai divulgar, eu acho que se tornou bem melhor a divulgação e construção do novo partido”.

Lázaro Breg Daniel, do Movimento Iniciativa Socialista (MIS) de Santa Catarina

“Hoje estamos lançando aqui esse movimento e ele tem duas finalidades, a primeira delas é garantir a continuidade da discussão, garantir que esse processo possa vir a desaguar numa opção ao PT (…) A outra é que esse espaço (…) contemple exatamente a participação da base (…) Que esse espaço garanta que o futuro partido seja pautado por esse controle da base sobre seus dirigentes(…).”

Júlio Figueiredo, do Reage PT, do Rio de Janeiro
Post author
Publication Date