Conlutas protesta contra aumento de parlamentares

Ato no centro de São José dos Campos
SindmetalSJC

A Conlutas (Coordenação Nacional de Lutas) realizou um ato nesta sexta-feira, dia 15, por volta das 12h, na praça Afonso Pena, em São José dos Campos (SP), em protesto contra o aumento salarial dos deputados e senadores, que decidiram dobrar seus salários.

No ato um manifestante se vestiu de deputado, com uma mala cheia de dinheiro, e outro foi com o bonecão do presidente da Câmara, Aldo Rebelo.

Enquanto os manifestantes entregavam uma carta aberta à população, usando um nariz de palhaço, os “personagens“ faziam discurso irônico, dizendo que os políticos é que merecem dinheiro e não os trabalhadores.

“Estamos usando nariz de palhaço porque é isso que os políticos devem achar que somos. Mas, não podemos permitir este ataque. Toda esta encenação que fazemos, com bonecões e personagens, é para alertar a população do que estes políticos pensam sobre o povo“, afirmou José Donizete de Almeida, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e coordenador regional da Conlutas.

Foram entregues 2.000 cartas. Depois do ato na Afonso Pena os manifestantes percorreram o calçadão, chamando a atenção da população local.

O aumento
Na tarde de ontem os parlamentares aumentaram seus salários em 90,7%, passando dos atuais R$ 12.847,20 para R$ 24.500.

A decisão foi tomada por líderes partidários da Câmara e do Senado através de um acordo, o que dispensa a votação da medida em plenário.

O reajuste deve representar um gasto extra anual de pelo menos R$ 1,66 bilhão aos cofres públicos, já que Estados e municípios seguem o aumento federal, no chamado “efeito cascata“.

“Não podemos admitir que enquanto o governo pretende aumentar em míseros R$ 17 o salário mínimo, os políticos resolvam por conta própria ganhar um salário milionário às custas dos trabalhadores“, concluiu Donizete.