Zé Maria vai a debate sobre o Haiti nesta quarta em Santo André (SP)

No dia 12 de janeiro o Haiti foi palco de uma enorme tragédia causada pelo terremoto que devastou a capital Porto Príncipe. No entanto, mesmo antes do tremor o país já vivia uma profunda tragédia social. É sobre isso que vai debater o dirigente do PSTU e da Conlutas, José Maria de Almeida, o Zé Maria, neste dia 24 de fevereiro, quarta-feira, em Santo André.

O debate ocorre na Fundação Santo André e vai reunir também Lúcia Skromov, do Comitê Pró-Haiti, Regina Lúcia, do Movimento Negro Unificado e Mara Onijá, da LER-QI. O evento, organizado pelo Diretório Acadêmico da Faculdade de Filosofia e Letras, pela Juventude do PSTU-ABC e pela LER -QI, ocorre às 19h30 no auditório da Fafil, conhecido como “Penicão”.

Fora Minustah!
Além de debater a origem da situação de miséria que vive o Haiti, sua colonização e exploração, Zé Maria vai falar sobre o papel cumprido pelas tropas de ocupação da ONU, liderado pelo Brasil. “Essa tragédia (o terremoto) se somou a uma outra tragédia social, que é a dominação imperialista imposta há séculos ao Haiti, e essa tragédia é ainda mais nociva e vitima mais pessoas“, afirma Zé Maria.

Outro tema do debate será a campanha de solidariedade ao povo haitiano promovida pela Conlutas. Realizada na base das categorias, a campanha está arrecadando recursos entre os trabalhadores para serem levados diretamente aos trabalhadores haitianos, através da organização operária Batay Ouvryie (Batalha Operária). “A campanha é associada à intensificação da denúncia do papel da ocupação militar no país“, esclarece. A campanha também conta com a participação ativa da ANEL, a Assembléia Nacional dos Estudantes – Livre.

Serviço
Debate sobre o Haiti
Onde
: Auditório da FAFIL (Penicão), Fundação Sto André
Quando: Dia 24 de fevereiro, às 19h30