Vem aí o 2º Encontro do Movimento Mulheres em Luta

Fotos Romerito Pontes

Construindo um caminho de resistência e luta das mulheres trabalhadoras contra a exploração e opressão!

O Movimento Mulheres em Luta (MML), filiado a CSP-Conlutas, está completando 10 anos de existência. Ao longo dessa trajetó- ria de muitas lutas, estivemos na linha de frente na organização das mulheres trabalhadoras em defesa de seus direitos e no combate ao machismo e à exploração capitalista.

Denunciamos a falta de políticas por parte do Estado no combate à violência contra as mulheres. Demonstrando os baixos investimentos e a insuficiência da rede de assistência às mulheres vítimas de violência. Enfrentamos o governos Lula e Dilma, quando grande parte das mulheres trabalhadoras acreditava que esse era seu governo. E sempre explicamos, pacientemente, que não basta ser mulher, como Dilma. É preciso governar para as mulheres e homens da classe trabalhadora.

Organizamos campanhas contra a violência, o turismo sexual, o assédio, as “encoxadas” no transporte público. Participamos de todas as lutas realizadas pelos trabalhadores, buscando sempre com que as demandas específicas das mulheres fossem levantadas por todos. Isso tudo sem falar na nossa atuação junto aos sindicatos, ajudando a organizar encontros de mulheres em diversas categorias e secretarias/departamento de mulheres e combate às opressões nos sindicatos.

Nesse contexto, as mulheres mostraram toda sua garra e firmeza e não titubearam em ir à luta para defender suas vidas, seus empregos, seus direitos. E, seguem tendo um protagonismo importante na luta de todos os trabalhadores, enfrentando os ataques e reformas do Temer, assim como os projetos da bancada conservadora do Congresso Nacional, que pretende atacar nossos direitos democráticos, como os que aumentam a criminalização do aborto.

Até aqui fomos guerreiras e construímos muita coisa. Mas a realidade exige mais. O aumento da violência, da desigualdade para as mulheres no mercado de trabalho e na sociedade, como resultado da crise econômica, dos ataques por parte de governos e patrões, mostram que é fundamental seguir na luta. Nas também é preciso apresentar uma alternativa da classe trabalhadora para o enfrentamento do machismo e das desigualdades impostas às mulheres pelo capitalismo.

É por isso que nos dias 21 e 22 de abril, em São Paulo, iremos realizar o 2º Encontro Nacional do Movimento Mulheres em Luta, para comemorar a primeira década de nossa organização. Mas, sobretudo, para avançar na organização e na construção de um caminho de resistência e luta das mulheres trabalhadoras contra a opressão e a exploração. Temos muito é empenho e entusiasmo nessa tarefa. Queremos que você venha ser parte também. Estamos te aguardando!