Vitória: Metroviários demitidos na greve de 2014 são reintegrados

Assembleia do Sindicato dos Metroviários de São Paulo aprovou, na noite desta quinta-feira, 12 de abril, o acordo de retorno ao trabalho dos companheiros demitidos na greve de 2014 e reintegrados via judicial.  A demissão foi produto de uma perseguição política do governo Geraldo Alckmin (PSDB) aos trabalhadores que fizeram uma das maiores e mais fortes greves da categoria, com 5 dias de paralisação em junho de 2014. A greve teve repercussão em todo o país e também internacionalmente.

Apesar de a Justiça ter dado ganho de causa aos trabalhadores, até agora a direção do Metrô havia negado o direito ao retorno ao trabalho. Ao todo, foram demitidos 42 trabalhadores. Essa vitória mostra a força da greve e a resistência da categoria metroviária. Não tem arrego!