UTI que vive de armar colapsos

Abusaram por estes dias da imagem de UTI. Para todos os efeitos, o Brasil estaria recebendo uma transfusão de sangue verde (dólares) para “evitar a morte“ e se “recuperar“. Até o PT falou em UTI. Segundo esse pessoal, ir para a UTI do FMI não é bom porque indica que o paciente Brasil está muito doente, mas é necessário porque do contrário ele morre.
Na verdade o FMI proporciona a morte e não a cura. Até o insuspeito ex-chefe do Banco Mundial, Joseph Stiglitz, concorda que o FMI mata. Nas palavras dele “O fundo está preocupado em ter certeza de que os credores serão pagos (…). Historicamente o que acontece é que em muitos casos graves, mesmo quando o FMI forneceu enormes volumes de dinheiro, a ajuda chega combinada com recomendações de políticas que na verdade enfraquecem a economia do país que entra em colapso meses depois. A magnitude do colapso acaba sendo ainda maior do que antes da ajuda, porque muitas coisas regrediram e questões que deveriam ter sido tratadas acabam ficando de lado.“(declaração ao site UOL News em 7/8/2002). O dinheiro emprestado vai financiar o pagamento da dívida com mais dívida.
A contra partida do novo acordo com o FMI será a retirada de mais riquezas do país, especialmente do bolso da classe trabalhadora e dos mais pobres, com mais “ajuste fiscal“. Não apenas está garantindo a continuidade do calote na tremenda dívida social, como está armado um mega calote contra o povo para o próximo ano, quando entraremos em novo colapso em meio às negociações da Alca.
Post author
Publication Date