Servidores são agredidos durante visita de Lula à Itajaí

Na manhã do dia 24 de julho – enquanto esperavam a chegada do Presidente Lula em Itajaí – servidores foram agredidos e detidos pela Polícia Militar. Cerca de 300 servidores estavam concentrados desde às 9h da manhã em frente ao Prédio da CELESC, próximo ao Estaleiro Itajaí, onde o presidente Lula iria participar da cerimônia de lançamento ao mar do navio Metaltanque VI. Os servidores tentaram se aproximar mais do Estaleiro por uma rua fechada por veículos da PM que impediam a entrada de carros de som e por um cordão de isolamento formado por policiais. Os servidores passaram pelos carros e ficaram cara-a-cara com os policiais, e estes forçaram os manifestantes a recuarem. Um grupo de cinco pessoas, entre eles o diretor do SINTRAJUSC, Heriberto Borgert e o servidor da Justiça Federal de Blumenau, Pedro Giovani Cunha e Silva, foram agredidos pelos policiais. Heriberto chegou a ser algemado e um professor do Estado foi jogado ao chão, pisoteado pelos policiais e desmaiou após ser atingido no rosto por spray de pimenta. Os cinco servidores foram levados presos e liberados após meia hora. Fonte: Sintrajusc/SC