Sem-teto de São José dos Campos vão a Brasília contra despejo

A coordenação do movimento sem-teto do Pinheirinho, de São José dos Campos, estará em Brasília nesta sexta-feira, 7, para tentar o posicionamento do governo federal à causa das cerca de 8 mil pessoas que estão morando no local, mas que enfrentam decisão da Justiça, que ordena a reintegração de posse da área.

A comitiva será formada pelo líder do movimento Valdir Martins, pelo advogado e presidente do PSTU de São José dos Campos, Antônio Donizete Ferreira, e pelo ex-deputado federal e assessor político do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Ernesto Gradella Neto.

Estão confirmadas reuniões na Secretaria Geral da Presidência da República e no Ministério das Cidades, mas a comitiva ainda tenta agendar encontros na Casa Civil, no Ministério da Justiça e na Secretaria de Direitos Humanos. Também serão feitos contatos com os deputados federais de nossa região.

Reintegração

Em dezembro, a Justiça concedeu a reintegração de posse do terreno à empresa Selecta Comércio e Indústria S/A, do megaespeculador Naji Nahas. Os advogados do movimento chegaram a suspender a decisão, mas, poucos dias depois, o Tribunal ratificou a ordem de tirar as famílias da área.

A expulsão das famílias pode acontecer a partir do dia 15 de janeiro. A PM está preparando um aparato de guerra para retirar as famílias: tropa de choque, efetivos de outras cidades, helicópteros e caminhões.

O terreno do Pinheirinho, com mais de 1 milhão de metros quadrados, estava abandonado há mais de 30 anos. A empresa Selecta, que reivindica a propriedade, deve mais de R$ 5 milhões de IPTU à Prefeitura de São José dos Campos.

Mais informações:

Rodrigo Correia (jornalista): (12)9129-9130
Valdir Martins (Marrom): (12)9779-6067
Antônio Donizete Ferreira: (12)9763-0743