São Paulo protesta em solidariedade ao povo de Oaxaca

Protesto em São Paulo se solidariza a Oaxaca
Centro de Mídia Independente

Na tarde de 20 de novembro, ocorreu em São Paulo um ato em solidariedade às lutas do povo de Oaxaca, México. O ato reuniu cerca de 200 pessoas em frente ao prédio da Gazeta, na Avenida Paulista. O ato foi convocado pelo Comitê de Solidariedade ao povo de Oaxaca, e também contou com a participação de ativistas da Conlutas, da Conlute, e do PSTU.

Os manifestantes batucavam tambores e cantavam refrões internacionalistas como “Brasil, México, América Central, A luta em Oaxaca é internacional“, ou “Viva a resistência em cada barricada / Em defesa da comuna somos todos Oaxaca“.

Naquele mesmo dia e horário ocorria a Marcha da Consciência Negra, também na Avenida Paulista. Por volta das 15h30, a Marcha passou em frente ao ato de Oaxaca. Enquanto a marcha passava, os manifestantes do protesto solidário aos mexicanos agitava bandeiras e faixas e gritava “Olê, Olê, Olê, Olá / Contra o racismo e o capital, a nossa luta é internacional“, unificando as duas reivindicações.

Ao final, o ato de Oaxaca entrou no final da Marcha, tornando-se uma coluna da mesma e prosseguindo até o final com ela, que terminou no estacionamento da Assembléia Legislativa, no Parque Ibirapuera.

Outros atos no Brasil
Também houve protestos de solidariedade aos oaxaquenhos em outras capitais importantes brasileiras neste dia 20. Em Florianópolis, mesmo sob chuva, diversos ativistas distribuíram informativos e montaram um varal com fotos dos protestos do México.

Em Belo Horizonte, houve um ato unificado, que assumiu as duas lutas, o Dia da Consciência Negra e o dia de Ação Global pró-Oaxaca. Também houve protestos de solidariedade em Curitiba, Rio de Janeiro e Brasília.