PSTU repudia posição do governo brasileiro de não reconhecer independência da Catalunha

Nesse sábado, 28, o Ministério das Relações Exteriores do governo Temer divulgou nota rejeitando a declaração de independência da Catalunha, fazendo coro com países como EUA e a monarquia do Estado espanhol. Trata-se de uma posição vergonhosa que mostra toda a subserviência do governo brasileiro ao imperialismo, indo contra a legítima luta do povo catalão pela sua autodeterminação.

Após o plebiscito realizado sob forte repressão do governo espanhol, a maioria do povo catalão decidiu por sua independência. Mesmo com toda a hesitação do presidente da Generalitat (o governo catalão), Carles Puigdemont, o primeiro-ministro do Estado espanhol , Mariano Rojoy e o seu parlamento aprovaram a imposição do artigo 155, que determina a intervenção direta de Madri sobre a Catalunha.

Cai, assim, a máscara democrática da monarquia espanhola. Além da destituição do governo catalão, a medida prevê a intervenção na direção da polícia da Catalunha, e até mesmo no canal público de televisão. Organizações independentistas estão sendo colocadas na ilegalidade e ativistas presos. O legítimo direito do povo catalão de decidir sobre suas próprias vidas foi atacado pelos partidos de direita como PP, passando pelo PSOE e até mesmo o PODEMOS, partido com discurso de esquerda mas que, na prática, se alinha à reacionária monarquia.

Os trabalhadores e o povo catalão estão realizando uma mobilização histórica pela sua autodeterminação nacional, quer dizer, o direito de exercerem a independência que decidiram, conquistando apoio e simpatia dos trabalhadores de todo o mundo. A autodeterminação dos povos é um direito legítimo e democrático. O PSTU se coloca ao lado do povo catalão na defesa de sua independência e contra a repressão do governo espanhol. Fazemos coro com a Corrent Roig, seção da LIT-QI na Catalunha, que exige do governo e parlamento catalão a proclamação imediata da República e um plano urgente de medidas sociais a serviço do povo trabalhador, assim como o controle operário e popular das empresas que ameaçam destruir milhares de empregos se transferindo da região.

E repudiamos fortemente a posição vergonhosa do governo Temer, que não expressa a vontade da grande maioria do povo brasileiro.

Fora Temer! Fora todos eles!

Pelo reconhecimento e respeito à decisão do referendo pela independência da Catalunha!

Pela união livre de povos livres!