Polícia reprime manifestação pelo ‘Fora Arruda´

Zé Maria participa do ato em Brasília

Um protesto contra o corrupto governador do Distrito Federal, Jose Roberto Arruda (DEM), terminou em violenta repressão policial contra os manifestantes.

A PM partiu para o enfrentamento depois que parte do grupo tentou interditar as duas pistas de acesso aos prédios públicos. Os manifestantes ocuparam as faixas de trânsito e a cavalaria da PM entrou em ação usando cassetetes e a cavalaria. Pelo menos, 400 homens da PM participaram da operação.

A polícia ainda usou bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e gás de pimenta para dispersar os manifestantes. Segundo informações da imprensa, mais de 2.000 protestavam em frente ao Palácio do Buriti, sede do GDF (Governo do Distrito Federal) e do TJ-DF (Tribunal de Justiça do Distrito Federal).

Vários manifestantes foram presos e alguns foram feridos. Entre eles, Rafael, estudante de filosofia da UnB e militante do PSTU.

O protesto foi organizado por estudantes, partidos e centrais sindicais, entre elas a Conlutas. O pré-candidato à presidência pelo PSTU esteve no protesto e falou em nome do partido. “É um absurdo que esse governo de ladrões jogue a cavalaria e lance bombas contra os manifestantes. É preciso expulsar toda essa corja do poder”, disse Zé Maria.

A repressão desta quarta-feira foi a segunda desta semana. Um dia antes, mais de 700 policiais foram acionados para realizar a reintegração de posse da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Estudantes ocuparam a Câmara para exigir a saída do governador José Arruda.

A reintegração foi pedida por um petista, o presidente em exercício da Casa, Cabo Patrício, do partido que já teve o seu mensalão, em 2005. Agora, coloca-se ao lado do DEM contra os estudantes que repudiam a corrupção.

Próxima manifestação
No próximo sábado, os manifestantes prometem voltar às ruas. Desta vez está marcada uma carreata para às 10h da manhã, na frente do estádio Mané Garrincha. A carreata vai até o ‘Buritinga´, onde atualmente funciona o governo do DEM.

  • Visite o Bolg do PTU de Brasília