Não à xenofobia e islamofobia! PSTU repudia a detenção arbitrária de professor em Barra Mansa (RJ)

O PSTU repudia a detenção arbitrária do seu militante, professor Matheus, em Barra Mansa (RJ) durante um evento cívico pelos 186 anos do aniversário da cidade, no último dia 3 de outubro. Matheus foi detido em um protesto pelo direito à educação, por portar uma bandeira da Palestina e um cartaz com os dizeres “Allah u Akbar!” (Deus é maior!). O professor e ativista levantou o cartaz e a bandeira em solidariedade ao povo palestino e como denúncia contra a xenofobia e islamofobia.

Professor Mateus, detido durante a passeata, gravou um vídeos explicando a situação após ser liberado.

Pelo ato, foi tratado como suspeito de ser “terrorista”. Encaminhado ao 90º DP, foi liberado logo após. A reação demonstra inaceitável discriminação contra aqueles que professam a religião islâmica e repudiam a barbárie da ocupação israelense. Num protesto pelo direito à educação, ficou evidenciada a ignorância e a premência de se lutar por um ensino público de qualidade, que assegure informação e conhecimento de história e pensamento crítico.

Solidariedade ao camarada Matheus! Não à xenofobia e islamofobia!