Nando Poeta lança livro em cordel sobre romance no período da ditadura militar de 64

Amor no tempo de chumbo. A história fala do amor de dois jovens estudantes do colégio Atheneu, em Natal.

Potiguar, nascido em Natal, Fernando Antônio Soares dos Santos, que assina suas obras como Nando Poeta, lança seu mais novo livro “Amor no Tempo de Chumbo”, sobre um romance em versos de cordel que conta a história de um jovem casal de estudantes do colégio Atheneu, palco de grandes manifestações estudantis, em Natal.

O livro foi lançado na Estação do Cordel. O espaço foi inaugurado no dia 14 de março de 2017, data em que se comemora o Dia Nacional da Poesia e desde então dá lugar à poesia, música e a cultura potiguar.

Formado em sociólogo pela UFRN, Nando Poeta trabalha na Secretaria da Educação do Estado e é militante há mais de 30 anos dos movimentos sociais e do PSTU. Sempre engajado com a política, já publicou livros como: Mulheres em Luta, Primeiro de Maio, Educação não é Mercadoria, A arte de Lutar e livros com outra temática como o A saga de Jesuíno Brilhante, Corisco o Vingador de Lampião, Jararaca o cangaceiro que virou santo e O Cangaço e o Lendário Lampião. Ao total já são 21 obras publicadas pelo poeta e com algumas parcerias.

O amor de Soledade e Flavinho contado nas quarenta e duas páginas do livro de Nando Poeta é, sem dúvida, uma história de luta e resistência em uma época em que a ditadura e a censura eram instrumentos de repressão e de tortura aos que lutavam por democracia e por uma sociedade mais justa. É o resgate da memória daqueles que não se renderam e que dedicaram as suas vidas a um novo mundo para as novas gerações. Sem dúvida, Nando Poeta foi certeiro com sua poesia que expressa o amor no tempo de chumbo como um verdadeiro ensinamento aos jovens de uma nova geração que não desiste de sonhar.