Movimento Mulheres em Luta – Conlutas participa do Dia Nacional de Lutas

No dia 14 agosto, o Movimento Mulheres em Luta – Conlutas vai participar com força do Dia Nacional de Lutas e Paralisações. Camisetas, adesivos, panfletos e faixas já estão sendo confeccionados em todo o país. Na última reunião nacional do Grupo de Trabalho de Mulheres da Conlutas, foi decidido que os GTs regionais de mulheres organizariam a participação das trabalhadoras e estudantes nos atos.

O movimento produziu um panfleto para ser distribuído em todo o país em que defende a luta por creche e licença-maternidade de seis meses obrigatória para todas as trabalhadoras e sem isenção fiscal às empresas. A gripe suína também é outro tema tratado pelo movimento.

A nova epidemia tem como principal grupo de risco as mulheres gestantes, mas o governo e as autoridades de saúde não têm tratado com seriedade, levando estas pacientes à morte em muitos casos. Foi o caso da jovem Josimara Azevedo, 24 anos, grávida de quatro meses. A moça tinha asma e morreu após passar por quatro hospitais e um posto de saúde e ser liberada.

A Secretaria Nacional de Mulheres do PSTU participa do Movimento Mulheres em Luta – Conlutas e está convocando as mulheres a se somarem à mobilização do dia 14. “Queremos divulgar e agitar nossa luta feminista classista, colocando o bloco do movimento de mulheres para ocupar o espaço que lhe cabe na luta contra a crise”, disse Ana Rosa Minutti, dirigente da secretaria.

  • Baixe o panfleto do Movimento Mulheres em Luta – Conlutas