Metalúrgicos apoiarão candidatos que são contra a ALCA, a dívida e o FMI

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região realizou seminário do Conselho de Representantes, dias 27 e 28 de julho, em Caraguatatuba. Temas como a campanha contra a Alca, a organização no local de trabalho e os metalúrgicos frente às eleições foram debatidos no evento. Os 121 delegados presentes decidiram que o Sindicato estará à frente da campanha contra a Alca, para a qual foram aprovados todos os investimentos necessários à realização do plebiscito. Os metalúrgicos pretendem recolher milhares de votos nas fábricas e bairros da região.
Sobre as eleições, o seminário referendou as resoluções do 6º Congresso da categoria, nas quais é apresentado o programa “Um governo que rompa com o FMI, não pague a dívida externa e diga não à ALCA“. Baseados neste programa, os metalúrgicos defenderam candidaturas prioritárias, que serão indicadas oficialmente pela entidade. São elas: Renato Bento Luiz (PSTU), secretário geral do Sindicato e trabalhador da GM, para senador; Toninho Ferreira (PSTU), ex-presidente do Sindicato, para deputado federal; e Ernesto Gradella (PSTU), assessor de formação do Sindicato e reconhecido na categoria pelas lutas que travou em defesa dos trabalhadores quando parlamentar, para deputado estadual.
A decisão não impede que outros candidatos da classe trabalhadora apresentem suas candidaturas. Para presidente, foram indicados os candidatos da classe trabalhadora: Lula (PT) e Zé Maria (PSTU). Para ambos, será entregue a resolução na qual consta o programa político anticapitalista dos metalúrgicos. O mesmo será feito com os candidatos ao governo de São Paulo, José Genoíno (PT) e Dirceu Travesso (PSTU).
Post author Cláudia Costa,
de São José dos Campos
Publication Date