Marinho faz lobby no Congresso para apressar reforma Sindical

Marinho e Berzoini apresentam o projeto ao presidente da Câmara, Severino Cavalcanti
Roosevelt Pinheiro / Ag. Brasil

Presidente da CUT visita gabinetes para pedir que reforma seja votada neste semestreMais governista que o próprio governo, a CUT faz algumas reuniões na manhã deste dia 23 em Brasília para apressar a reforma Sindical. Às 11h30, Luiz Marinho, presidente da central, se reúne com o novo presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti e, às 12h30, com o presidente do Senado, Renan Calheiros.

O objetivo é pedir ao Congresso Nacional a agilidade na votação da reforma Sindical. Marinho está acompanhado do ministro Ricardo Berzoini, e de representantes das demais centrais sindicais e das entidades empresariais que elaboraram a proposta de reforma no Fórum Nacional do Trabalho (FNT).

Na sexta-feira, às 9h30, eles têm audiência com o presidente Lula para reforçar o pedido. A proposta da reforma Sindical está prevista para ser encaminhada ao Congresso no próximo dia 3. “Queremos garantir, neste contato com os presidentes do Legislativo, que a PEC, juntamente com a regulamentação da reforma, sejam votadas ainda neste semestre“, disse o presidente da CUT.