Esquerda petista e MESD participarão das mobilizações?

O Encontro Nacional contra a Reforma foi um sucesso, mas não pelo empenho das demais correntes de oposição na UNE, como a esquerda petista e o Movimento da Esquerda Socialista e Democrática (MESD). Durante meses, estas correntes tentaram impedir a realização desta atividade. Sem sucesso, resolveram boicotá-lo afirmando que era do PSTU.

Esta afirmação não coincide com os fatos. Dos 1.500 participantes do encontro, o PSTU tinha apenas 300. A ampla maioria era de estudantes independentes e dezenas de grupos regionais. Na verdade, o boicote da esquerda petista e do MESD atrapalha a iniciativa de organizar a luta contra a reforma Universitária e fortalece a política do governo Lula e da UNE governista.

As perguntas que ficam agora são as seguintes: Os companheiros vão ajudar a construir as mobilizações aprovadas no encontro? Estão dispostos a entrar na coordenação nacional que é aberta a todos?

Da nossa parte, o convite está feito e o desafio lançado. Esperamos que a esquerda do PT e o MESD não dividam a luta contra a reforma e unifiquem as mobilizações contra a reforma, daqui até novembro.

Post author Júlia Eberhardt, diretora da UNE pelo Movimento Ruptura Socialista – Oposição
Publication Date