Entrevista com Yuri Petrovich Samoilov, dirigente mineiro ucraniano

    Entrevista com Yuri Petrovich Samoilov, presidente do Sindicato Independente dos Mineiros de Krivoy Rog, região de Dniepropetrovsk, Ucrânia

    Publicado originalmente no Portal da LIT-QI

    Qual é a sa avaliação dos eventos de Maidan em 2014? Por que a agressão de Putin começou depois destes fatos?

    Maidan foi um levante popular contra um governo corrupto e autoritário que não tinha cumprido suas promessas perante o povo. Tinha uma clara subordinação com o imperialismo russo, do qual Ucrânia dependia em parte. As razões da agressão da Rússia são óbvias: o governo de Putin pretende ter o controle econômico e político sobre os países que considera sua “esfera de influência”. E Maidan “deu um basta” sobre qualquer projeto da Ucrânia controlada pela Rússia.

    Qual era a situação dos trabalhadores depois da ocupação nas chamadas Repúblicas de Donetsk e Luhansk? Você tem conhecimento de como estão as coisas hoje no Donbass?

    Deploráveis! As forças de segurança russas eliminaram qualquer entidade independente: ONG’s de orientação social, projetos políticos, sindicatos. Junto com o colapso total da economia da região, o isolamento global e a reorientação para a Rússia, os trabalhadores ficaram totalmente indefesos, sob ameaças de forte repressão e grandes perdas de anteriores conquistas econômicas.

    Qual é a situação dos trabalhadores no meio do conflito? (na Ucrânia em geral e na sua região)

    Nas grandes cidades como Kyiv, Kharkov, Mariupol, Kherson, Zhytomyr, é impossível comprar medicamentos nas farmácias, muitas empresas deixaram de funcionar. Muitos supermercados não funcionam, os locais de serviços, como postos de gasolina, correios a operação é muito difícil, porque a logística do transporte se encontra interrompida devido ao bloqueio parcial destas cidades. Muitos trabalhadores estão desempregados porque seus locais de trabalho foram fisicamente destruídos pela guerra. E muitos mais perderam seus trabalhos devido ao êxodo forçado de suas cidades, como resultado da guerra.

    Qual é a participação dos trabalhadores ucranianos na resistência à ocupação russa?

    Os trabalhadores participam ativamente na guerra pela independência da Ucrânia contra o imperialismo russo. Os sindicatos acolhem refugiados em suas sedes, participam nas Brigadas de Defesa Territorial e Forças Armadas da Ucrânia.

    Os sindicatos participam na organização da resistência? Que tipo de organização há?

    Os sindicatos participam principalmente como voluntários nas atividades. A existência de contatos internacionais nos permite saber rapidamente qual dos nossos companheiros tem um infortúnio ou que tipo de problema e coletivamente podemos encontrar formas de resolver permanentemente ou corrigir temporariamente essas necessidades.

    Como os trabalhadores de outros países podem ajudar a resistência?

    Exigir a anulação da injusta e escravizante dívida ucraniana. Exigir o fornecimento de aviação e armas para a Ucrânia.

    Veja o pedido de solidariedade internacionalista de Yuri Petrovich Samoilov

    Leia o Especial Guerra na Ucrânia