Protesto do 1º de abril fecha ponte entre Sergipe e Alagoas

Um protesto na manhã desta terça-feira contra o projeto de transposição das águas do Rio São Francisco fechou a ponte na BR-101, na divisa de Sergipe e Alagoas.
O congestionamento na rodovia passou de três quilômetros e o tráfego foi interrompido entre os dois estados. Índios de tribos ribeirinhas dançaram durante o protesto.

O ato foi promovido pela Articulação Popular do Baixo São Francisco e por entidades e partidos como CONLUTAS, CPP, CPT, MPA, Sindipetro AL/SE, PSTU, Sindicagese/SE, Sintes/SE, Sindijus/AL e Sindisep/AL. A Articulação Popular do Baixo São Francisco surgiu no ano de 2005 e aglutina mais de setenta movimentos, entidades e povos indígenas, remanescentes de quilombo, comunidades de pescadores artesanais, assentamentos e acampamentos de reforma agrária, reassentados atingidos por barragens da região do Baixo São Francisco (BA/PE/AL/SE). Todos procurando a superação da fragmentação e a junção das forças num grande movimento pela Vida do São Francisco.

O protesto foi marcado no dia 15 de março, em uma reunião em Penedo (AL). Na ocasião, foi realizada uma avaliação das atividades realizadas no ano passado e debatidas as perspectivas para este ano, a partir das resoluções da Conferência dos Povos do Nordeste e do Semi-árido realizada em Sobradinho/BA, em fevereiro.

VEJA A REPORTAGEM DA GLOBONEWS SOBRE O ATO