Dirigentes da COB farão visita ao Brasil

Na próxima semana, dois dirigentes da COB (Central Operária Boliviana) estarão no Brasil, para expor a situação atual de seu país e pedir solidariedade diante dos ataques realizados contra a sede da central e a residência de seu secretário executivo. Também irão apresentar a visão da COB sobre a situação política da Bolívia, da denúncia das políticas do governo Evo Morales ao combate às iniciativas da direita oligarquica.

A comitiva da COB inclui seu secretário executivo, Pedro Montes, cuja casa foi atacada, e o Secretário de Finanças, Ramiro. No dia 18 de janeiro, às 14h, eles estarão em uma reunião ampliada com sindicatos e movimentos populares, na sede da Conlutas, para debater a situação pela qual estão passando e definir inicativas comuns e de solidariedade. A COB é uma das entidades que convocam o Encontro Latino-Americano e Caribenho, que será realizado em Betim (MG), em junho.

A sede da Central Operária Boliviana (COB), em La Paz, sofreu um atentado à bomba no dia 24 de dezembro. O ataque não deixou feridos, pois a sede estava vazia. No entanto, a infraestrutura da sede foi seriamente danificada. A COB qualificou o atentado como “uma ação intimidatória da direita, que busca calar as organizacões sociais”.

Diversas entidades estão sendo convidadas para a reunião do dia 18 de janeiro, tanto as que integram a Conlutas como de outros movimentos e centrais. A sede da Conlutas fica na praça Padre Manoel da Nóbrega, 36, 7º andar, ao lado da praça da Sé, em São Paulo.

  • Veja a entrevista com Pedro Montes, Secretário executivo da COB, sobre o atentado e a situação política boliviana, feita pelo site http://bolivianueva.blogspot.com

    LEIA TAMBÉM

  • Sede da COB em La Paz sofre atentado
  • Nota da Conlutas em solidariedade à COB
  • Quando Lula saiu em viagem de negócios