Ato homenageia Nahuel Moreno em Belém

Aconteceu no último dia 14, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, em Belém (PA) o ato em homenagem a Nahuel Moreno, promovido pelo PSTU Regional. O ato foi muito expressivo e, mesmo sendo num dia de semana, contou com a presença de aproximadamente 120 pessoas. Entre elas, participaram duas correntes internas do PSOL: a CST e a ARS.

Nos discursos, além de saudações a Moreno e sua contribuição para a luta dos trabalhadores no Estado, houve a oportunidade de saudar velhos militantes de tradição morenista na cidade, como os professores Carlos Forte e Sergio Darwich. Também foi vendida a edição especial da revista Marxismo Vivo, sobre a vida e a obra de Moreno.

Segundo o companheiro Toninho, que discursou em nome da Liga Internacional dos Trabalhadores – Quarta Internacional (LIT-QI), após um período de muitos erros e crises no trotskismo, particularmente das correntes morenistas, abre-se um momento novo para os revolucionários, um momento de fazer um balanço do último período e errar menos para avançar na reconstrução da IV Internacional. Atnágoras Lopes, representando a direção nacional do PSTU, falou aos operários da construção civil sobre o significado de morenismo e de trotskismo.

O ato terminou com todos cantando o Hino da Internacional, uma homenagem mais do que merecida a quem dedicou longos anos de sua vida à construção do Partido Mundial da Revolução.