Ao receber Nobel, Obama fala de guerra para fazer a paz

“Guerrear pela paz”, esse foi o tom da mensagem do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em seu discurso ao receber o Prêmio Nobel da Paz nesta quinta-feira, em Oslo.

Inicialmente, Obama tentou responder as críticas daqueles que não consideram justo a premiação ao norte-americano. Disse ainda que espera fazer jus ao prêmio através de bons resultados no combate ao aquecimento global e falou que, às vezes, a guerra é necessária para se chegar à paz. A premiação ocorreu justamente na semana em que foi aberta a Conferência sobre as Mudanças Climáticas em Copenhague, onde a política dos EUA é o principal obstáculo a qualquer acordo para deter a catástrofe ambiental.

O discurso proferido pelo norte-americano foi uma justificativa da manutenção da “sua” guerra no Afeganistão. Por mais de 20 minutos, Obama tentou convencer o mundo do caráter supostamente “justo” desta guerra.

“A guerra tem um papel a cumprir para a preservação da paz. Negociações por si só não podem, por exemplo, convencer a rede terrorista Al Qaeda a desistir das armas. A força é necessária e não há cinismo nisso, apenas o reconhecimento de nossa história”, disse Obama para um fria e constrangida platéia em Oslo.

Na semana passada, após meses de impasse, a Casa Branca definiu sua nova estratégia para a guerra no Afeganistão que consiste no envio de 30 mil novos soldados para o front nos próximos oito meses. Com isso, o efetivo das tropas ocupantes aumentará para 100 mil soldados. O envio de mais tropas vem em socorro do Paquistão, em auxílio do governo local a estabilizar seu país. Também servirá para ajudar o frágil governo do Afeganistão, evitando que Taleban derrube o presidente Hamid Karzai.

Neste ano, as baixas das forças de ocupação não pararam de crescer. O número de militares estrangeiros mortos na frente afegã chegou a mais de 445, incluindo 277 soldados americanos.

Cada vez é maior a impressão que a guerra de Obama pode ter o mesmo significado para o atual presidente que a guerra do Iraque teve para Bush. Em quanto Obama faz um show hipócrita e fala de guerra para fazer a paz, a grande tarefa do povo afegão atualmente é expulsar as tropas imperialistas de ocupação e conseguir a verdadeira independência nacional do seu país. Só a derrota do imperialismo no mundo poderá trazer a paz.

  • Leia também a declaração da LIT sobre o Nobel da Paz para Obama