Alca: Encontro vai debater aspectos jurídicos, econômicos e políticos

Nos próximos dias 29, 30 e 31 de agosto vai acontecer, em Piracicaba/SP, o Encontro Jurídico Continental sobre a Alca, promovido por diversas entidades do movimento social organizado.

Segundo os organizadores, o objetivo do Encontro é “discutir amplamente questões fundamentais sobre a Alca, como soberania e constitucionalidade, governabilidade e democracia, mundo do trabalho, crescimento econômico, indústria, comércio, meio ambiente, agricultura, direitos humanos e resolução dos conflitos”. Sobre estes temas, serão discutidos os aspectos jurídicos, econômicos e políticos, com o objetivo de chamar a sociedade para participar das discussões sobre a Alca. Os princípios que devem nortear os debates são justiça social e direitos humanos.

Entre os debatedores estão Adolfo Peres Esquivel, da Argentina, e Lydia Guevara de Cuba, para discutirem o tema Direito Humanos; Plínio de Arruda Sampaio e João Pedro Stédile, vão falar sobre Agricultura; Ricardo Antunes, para debater Mundo do Trabalho e Soluções de Conflitos; e Hector de La Cueva, do México, vai falar sobre Serviços e Compara Governamentais.

Encontro destaca importância do plebiscito oficial

O diretor da Fenajufe e representante da federação nas atividades da Alca, Démerson Dias, ressalta que o Encontro Jurídico acontecerá às vésperas da coleta de assinaturas pelo plebiscito oficial sobre a Alca, organizada pelo Comitê Nacional contra a Alca. De acordo com ele, o encontro vai reforçar, ainda mais, a coleta de assinaturas, marcada para a Semana da Pátria, de 01 a 07 de setembro.
Por Leonor Costa, da Fenajufe