Trabalhadores dos transportes de SP aprovam parar no dia 5

Reunião de dirigentes sindicais dos transportes. Foto CTB

Trabalhadores do setor de transportes de São Paulo se reuniram na manhã desta terça-feira, 28, na capital e aprovaram a participação na Greve Geral convocada para o dia 5 de dezembro contra a reforma da Previdência. A plenária reuniu metroviários, ferroviários e condutores da CUT, Força Sindical, CGTB, CTB, CSB e Nova Central.

Os dirigentes da capital e interior orientam a realização de assembleia nas bases das categorias do transporte para definir e organizar a paralisação no dia 5. As entidades vão divulgar um documento para explicar à população o motivo da greve e denunciar a reforma da Previdência.

Na capital, o presidente da Federação dos Trabalhadores Rodoviários, Valdir de Souza Pestana, disse que está em discussão parar o terminal do Tietê, o maior do país.

Na noite desta terça os metroviários de São Paulo realizam assembleia para votar o indicativo de greve no dia 5.