Comitê Internacional de Solidariedade dos Trabalhadores de Doro-Chiba

Queridos amigos e amigas de todo o mundo.

O texto abaixo é um breve relato com vídeos e fotos dos protestos contra os Jogos Olímpicos de Tóquio, realizada em 23 de julho.

Em meio a um estado de emergência por conta do crescimento da pandemia de Covid-19, a administração do gabinete de Suga (primeiro-ministro do Japão), junto com o Comitê Internacional Olímpico (COI), decidiram arbitrariamente realizar a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio contra a opinião pública de 80% dos japoneses e japonesas.

Uma ação foi organizada em Tóquio pelas centrais sindicais Doro-Chiba, Kan-Nama, Minato-Godo e a Coordenação Nacional das Centrais Sindicais, com participação de centenas de trabalhadores, estudantes e cidadãos, incluindo trabalhadores e trabalhadoras da saúde, cidadãos de Fukushima, Hiroshima e Okinawa, determinando o fim da cerimônia de abertura.

Após um comício à tarde em um parque em Shibuya, no centro de Tóquio, participantes protestaram nas ruas com palavras de ordem como “cancelem as olimpíadas imediatamente!” e enfrentando os bloqueios da polícia.

Na praça em frente à estação de trem de Shibuya, um dos pontos de encontro mais populares da cidade, foi realizado um comício aberto convocando os cidadãos e cidadãs a se unirem ao protesto.

Com o horário da abertura próxima, os manifestantes foram ao Estádio Olímpico, fortemente guardado pela polícia, e entoaram em coro para que todos os presentes no estádio ouvissem: “primeiro-ministro Suga e presidente do COI Bach, parem a abertura imediatamente!”, “nossas vidas importam!” “sem Olimpíadas durante a pandemia!”. O discurso de abertura do Imperador, bem como o hino nacional, foram vaiados o tempo todo.

A polícia reprimiu brutalmente a ação. Estudantes do Zengakurem (central estudantil japonesa) estavam na linha de frente e foram os mais atingidos, com a prisão ilegal de um deles. A manifestação, porém, seguiu bravamente em frente ao estádio até três horas depois do final da abertura.

Até o momento do relato, 132 casos de infecção de Covid-19 foram reportados entre os participantes das olimpíadas, incluindo diversos atletas. Os jogos começaram, sem plateia.

Nossa solidariedade

Comitê Internacional de Solidariedade dos Trabalhadores de Doro-Chiba