O Quilombo do Saracura é parte da história da cidade de São Paulo. Palco da resistência negra, um quilombo urbano que existiu na região central da capital até a década de 1970

Queremos o metrô, mas com preservação da história do Quilombo do Saracura

O terreno que foi sede da Escola de Samba Vai-Vai durante mais de 50 anos, no histórico bairro do Bixiga, na região central de São Paulo, foi desapropriado em 2021 para construção de uma estação de metrô da futura Linha Laranja.

Durante as obras, foi encontrado um sítio arqueológico, com resquícios do antigo Quilombo do Saracura, importante para resgatar a história da resistência negra no território que hoje ocupa a capital paulista.

O PSTU se somou a vários outros movimentos sociais, coletivos da comunidade científica e partidos de esquerda na exigência de que as obras do metrô preservem o sítio arqueológico.

Existe uma necessidade da expansão das linhas de metrô na cidade, fornecendo uma alternativa ao caótico e poluente modelo rodoviário. Por outro lado, a descoberta do sítio arqueológico abre a necessidade de discussão com especialistas e movimentos sociais, de maneira a preservar esse importante patrimônio histórico.

O Quilombo do Saracura é parte da história da cidade de São Paulo. Palco da resistência negra, um quilombo urbano que existiu na região central da capital até a década de 1970, quando foi destruído para dar lugar à construção de prédios e estradas.

Não aceitaremos que essa história seja apagada.

Queremos o metrô, mas com preservação do sítio arqueológico do Quilombo do Saracura!

Leia aqui o manifesto dos movimentos sociais em defesa do sítio arqueológico.