Sindicatos de Sergipe rompem com a CUT

Em menos de uma semana, duas importantes entidades sindicais do estado deixaram a central governistaOs trabalhadores do Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais Recreativas, Assistenciais, de Formação e Orientação Profissional do Estado de Sergipe (SENALBA-SE), aprovaram nesta sexta-feira, dia 7 de abril, por ampla maioria, a desfiliação do sindicato da CUT.

Apesar de ter sido oficialmente informada e convidada para participar da assembléia, que tinha esse ponto específico de pauta, nenhum representante da Central compareceu à assembléia.

O SENALBA, que representa os trabalhadores do SESC, SENAC, SESI e SENAI, já havia aderido, por intermédio de sua direção, à Conlutas. Na próxima terça-feira, 11, os trabalhadores irão se reunir para escolher os delegados da categoria no Conat.

SINTES aprova ruptura em Congresso
O II Congresso dos Trabalhadores em Entidades Sindicais do Estado de Sergipe, SINTES-SE, aprovou, por 17 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção, o desligamento do sindicato com a CUT. O entendimento da categoria foi o de que a central, em detrimento das lutas históricas da classe trabalhadora, aderiu ao projeto neoliberal levado a cabo pelo governo Lula.

O Congresso também elegeu seis delegados ao Congresso Nacional de Trabalhadores (Conat), além de reafirmar o papel da Conlutas como alternativa para os trabalhadores do país.