SE: “Frente de esquerda é pra valer, não cabe o PDT!“

Quase 100 pessoas da frente de Esquerda, entre militantes do PSTU, PSOL e apoiadores, aguardavam Heloísa Helena no aeroporto de Aracaju. Havia um clima de expectativa porque no local estava também o PDT com seu candidato ao governo, João Fontes, e uma comitiva de 10 pessoas.

Faixas saudando a chegada de Heloísa diziam: “Estamos com Heloísa, mas na frente não cabe o PDT“. Palavras de ordem eram entoadas: “é socialista, é radical, é Heloísa pro governo federal”.

Foi distribuído um manifesto do PSOL e do PSTU, que destacava a importância do voto em Heloísa, criticava o PDT. Afinal, este é um partido que sempre votou contra os trabalhadores, como na recente votação do Supersimples aprovada na Câmara.

Surpreendentemente, Heloísa nem mesmo acenou ou falou com a militância de seu próprio partido. O candidato ao governo pela Frente em Sergipe, Toeta (PSTU), e o candidato ao Senado, Heitor (PSOL), recepcionaram Heloísa e pouco puderam ficar ao seu lado. Na saída do salão do aeroporto Heloísa abraçou o João Fontes e seguiu com ele para sua residência.

Porém, tiveram que aguardar pelo menos 15 minutos para conseguir sair, uma vez que os ativistas entoavam: “frente de esquerda é pra Valer, não cabe o PDT“ e erguiam uma faixa com “Nem Lula, nem Alckmin! Nem João (PFL), nem Déda (PT). Heloísa Helena Presidente e Toeta governador“.

Ao final, Toeta reforçou que todos comparecessem na caminhada marcada para a manhã do dia seguinte, onde novamente estaríamos demonstrando a importância que tem a candidatura da Frente. Esperamos que não ocorra os mesmos acontecimentos do aeroporto. Afinal, a Frente consegui unificar e encher de esperança uma enorme parcela de ativistas em todo o país. Como disse Toeta, “em nossa frente não cabe setores da burguesia”.