São Paulo vai realizar protesto contra prisão de Assange

Manifestação será no próximo dia 11 no consulado geral britânicoA prisão de Julian Assange mostrou que a liberdade de imprensa e expressão é pura ficção para o imperialismo. Os governos dos EUA, Inglaterra e de outras potências e de parte da mídia se uniram para realizar para esmagar o site Wikileaks e seu fundador.

Tudo porque o site teve a coragem de publicar documentos secretos da diplomacia norte-americana que expões a corrupção, tortura, matanças, entre outras atrocidades de guerra perpetradas pelos EUA.

A resposta veio através de hackers solidários ao WikiLeaks que tiraram do ar nesta quarta-feira as páginas web das empresas que boicotaram Portal. Os principais ataques foram deferidos as operadoras de cartões de crédito MasterCard e Visa, bem como o site de pagamentos online PayPal que tinham cortado os serviços de financiamento da WikiLeaks. Um manifesto publicado nesta semana pelo grupo que se autodenomina “Anonymous” (Anônimo) assinalava que “a guerra está apenas começando” e que “novos ataques” virão.

Mas os protestos em defesa da liberdade de expressão não são apenas virtuais. No próximo dia 11, sábado, será realizado um ato em defesa da liberdade para Assange. O protesto será em São Paulo às 11h, no consulado geral britânico localizado na rua ferreira de Araujo 741, Pinheiros.