São Paulo terá ato nesta terça contra ataque de Israel

Manifestação repudia o assassinato de ativistas que levavam alimentos e remédios para a Faixa de Gaza. Veja abaixo a convocatória do ato
TODOS NO MASP ÀS 17H NESSA TERÇA-FEIRA
Reunião ampliada de entidades hoje, 01.06, 20h, na Mesquita Brasil (Av. do Estado)

Em um ataque covarde e assassino, forças militares de Israel abriram fogo, na madrugada de segunda-feira (31/5), contra integrantes de uma missão humanitária internacional, causando várias mortes, além de grande número de feridos. O ataque, que ocorreu em águas internacionais, foi desferido para impedir que a expedição, reunindo 750 ativistas de cerca de 60 países, em um comboio de seis embarcações, chegasse ao porto de Gaza, em território palestino sob controle militar israelense.

A Frota da Liberdade como é conhecida essa iniciativa pacífica, carregava dez toneladas de mantimentos, remédios e outros produtos essenciais destinados a aliviar o sofrimento da população palestina de 1 milhão de pessoas que vive em condições subumanas na Faixa de Gaza. Não havia armas a bordo das embarcações.

No mundo inteiro têm se multiplicado as manifestações de repúdio a esse crime brutal, que afronta as leis internacionais e os princípios mais elementares de humanidade. Diversos governos, como os da Turquia e da Grécia, já retiraram seus embaixadores de Israel, enquanto em muitas cidades da Europa e do Oriente Médio multidões tomaram as ruas para expressar sua indignação.

Para os brasileiros, a carnificina traz um motivo a mais de preocupação – a presença, entre os integrantes da missão, da cineasta brasileira Iara Lee. O governo brasileiro emitiu nota oficial expressando seu “choque e consternação” com o ataque, ao mesmo tempo em que convocou o embaixador israelense em Brasília para explicações.

A ação militar contra civis desarmados é um escândalo que ofende a consciência de todos os que prezam os valores universais da justiça e da dignidade humana e faz parte da política genocida que vem sendo continuamente praticada por Israel.

Diante desse crime que não pode ficar sem resposta, nós, da Frente de Defesa do Povo Palestino chamamos todos e todas para um ato de repúdio nesta terça-feira, às 17horas no MASP. Em seguida convocamos para uma reunião ampla na Mesquita Brasil, na Avenida do Estado com Rua Barão de Jaguara.

SAIBA MAIS

  • Israel ataca frota de ajuda humanitária