Renata Mallet: Uma campanha que orgulhou os trabalhadores e a esquerda baiana

Candidata do PSTU ao governo teve 16.788 votos

É com imensa alegria e orgulho que agradecemos aos trabalhadores baianos a expressiva votação em nossa candidata ao governo do estado da Bahia, Renata Mallet. Foram 16.788 votos, que significa uma votação reflexo de uma campanha histórica no estado.

A vitória se torna ainda maior frente ao que enfrentamos. Foram rios de dinheiro derramados nas campanhas do DEM, do PT e de outros partidos. As grandes empresas e a mídia ditaram as regras do processo eleitoral. Dos quatro debates realizados na TV, Renata foi impedida de participar de três! Uma clara demonstração de que um setor da imprensa baiana estava decidido a esconder a candidatura do PSTU. 

Mas com muita garra e ousadia furamos esse bloqueio e ganhamos a simpatia de milhares de trabalhadores baianos. Levamos nosso programa para milhões de trabalhadores, jovens, negros, mulheres, LGBT’s, a quem nossa campanha se dirigiu desde o começo.
Fizemos muito bom uso do pouco tempo que tivemos na TV. No 1 minuto que teve Renata falou a verdade e isso incomodou os poderosos. Não foi à toa que Paulo Souto (DEM) tentou por 16 vezes tirar nosso programa do ar, seguido por Rui Costa (PT) e Lídice da Mata (PSB), com 4 e 2 tentativas respectivamente.  Renata fez a diferença no debate que participou na Record e na rádio Sociedade. 

Com a campanha em curso, fomos conquistando o apoio de operários, professores, bancários, petroleiros, servidores públicos estaduais e federais, jovens, todos estes que viram em Renata uma alternativa de mudança de verdade. Nossa campanha incorporou as bandeiras que foram levantadas em junho.  Renata Mallet e Carlos Nascimento, seu vice, encabeçaram uma disputa de projeto para nosso estado, uma Bahia para os trabalhadores, esse foi nosso lema. E, junto com a importante votação que tivemos nessa dupla de jovens trabalhadores, ela bancária e ele professor, também nos orgulha muito a votação de nosso candidato a presidente, Zé Maria de Almeida, um operário que não mudou de lado, com 3.507 votos em nosso estado.

 

Como parte dessa grande vitória, Gabriela Mota, candidata a deputada federal, obteve 7.263 votos, uma votação histórica para o PSTU Bahia. Foi a candidata a deputada federal da oposição de esquerda mais votada no estado. Gabriela foi quem expressou durante a campanha as mobilizações de junto de 2013 e o anseio por mudança e liberdade da juventude baiana. Zé Roberto, professor de Itabuna, candidato a deputado estadual, obteve 2.747 votos, e marcou sua campanha na defesa da educação publica de qualidade.

Parabenizamos também a importante votação de Hamilton (PSOL) para o Senado. Candidato que apoiamos e nos empenhamos na campanha. Por fim, gostaríamos de agradecer, além das expressivas votações, as centenas de mensagens de apoio, as contribuições de todos que acreditaram e se identificaram com o programa que apresentamos nessa campanha. Chamamos a cada um que fez parte dessa vitoria a seguir na luta por “Uma Bahia para os Trabalhadores” junto com o PSTU.