PSTU realiza evento sobre 90 anos da Revolução Russa em Campinas

O PSTU de Campinas realizou no sábado, 15 de setembro, uma atividade na “Garagem Socialista” para comemorar os 90 anos da Revolução Russa, que instituiu o primeiro Estado operário do planeta.

Cerca de 80 pessoas passaram pela sede do partido, onde puderam ver uma exposição de fotos da época revolucionária e dos principais líderes socialistas do início do século XX. Foi exibido o documentário preparado pela Secretaria Nacional de Formação do PSTU, que relata a história da Rússia desde sua primeira revolução, em 1905, até a revolução socialista de outubro de 1917. Por fim, teve um debate com Eduardo Almeida, da Direção Nacional do PSTU.

No evento, vários fatos polêmicos da atualidade foram abordados à luz das lições de outubro. O caráter dos governos de Frente Popular e nacionalistas burgueses da América Latina, como o de Chávez na Venezuela, a restauração capitalista da Rússia e do Leste Europeu, a situação de Cuba e da China, o papel da burocracia surgida sobre a derrota da revolução européia na década de 1920, a situação da mulher no estado operário e no capitalismo, foram alguns dos temas.

Porém o mais importante talvez tenha sido o tema sobre a necessidade de se construir partidos revolucionários no Brasil e em todo o mundo que se proponham a tomar o poder a partir da mobilização revolucionária da classe operária, dos trabalhadores e da juventude.

Como disse Eduardo Almeida, “nós temos orgulho de construir um partido revolucionário que se prepara para a tomada do poder e não para ganhar eleições. Nós não estamos fazendo política para nos ‘arrumarmos´, mas com muito sacrifício pessoal para a edificação do socialismo”.

É por isso que, apesar da longa duração da atividade, os trabalhadores metalúrgicos, professores, petroleiros, funcionários públicos e a juventude presentes saíram com a certeza que um novo mundo socialista é necessário e possível.