PSTU-PB

Nesta quarta-feira, 20 de abril, durante a realização de uma sessão especial que ocorria na Câmara Municipal de João Pessoa, convocada pelo vereador Junio Leandro, do PDT, para debater a Mobilidade Urbana na capital paraibana, a classe trabalhadora do estado perdeu, de maneira repentina e inesperada, um de seus maiores lutadores e defensores dos seus direitos e conquistas, o advogado José Silveira, de 62 anos.

Dr. Silveira, como era mais conhecido entre todos nós, havia sido convidado pelo vereador do PDT, do qual era amigo há alguns anos, para falar sobre um tema do qual era conhecedor de longa data, a situação do transporte público em João Pessoa e, principalmente, a difícil e sofrida vida dos trabalhadores rodoviários deste sistema que opera na capital paraibana.

Dr. Silveira defendeu muitos trabalhadores/as de várias empresas, contra a exploração e opressão que estes ainda enfrentam nas empresas patrocinadas pelos patrões que, em aliança com os sucessivos governos municipais que passam pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, independente do espectro político, massacram não apenas os trabalhadores do setor, atacando (e muitas vezes, retirando seus direitos), mas também o povo pobre e trabalhador. Impõem aumentos abusivos das passagens de ônibus, como este recente, que fez a passagem passar a custar R$ 4,40, fazendo com que João Pessoa tenha a passagem de ônibus mais cara do Nordeste, ao lado de Salvador, apesar de ter a frota reduzida e ônibus cada vez mais superlotados, com serviços cada vez mais precários. Mas, nada da Prefeitura e Ministério Público atentarem para isso. Afinal, os chefes desses setores não andam de ônibus.

Para enfrentar essa verdadeira “máfia do transporte”, Dr. Silveira enfrentou também as várias direções do Sindicato dos Motoristas que, durante 30 anos, esteve sendo dirigida por um pelego chamado Pádua que atuou a serviço dos patrões e que, depois de uma árdua luta de Silveira junto com a Oposição dos Rodoviários da Paraíba, conseguiu colocar para fora da entidade este pelego, mas não conseguiu, infelizmente, impedir a vitória de seu representante na eleição sindical que sucedeu a sua saída. Assim, a luta por um Sindicato dos Motoristas livre, independente e a serviço dos rodoviários continua, especialmente agora, depois do óbito repentino de Dr. Silveira.

A morte do Dr. Silveira nos faz lamentar a perda de um companheiro de luta, mas também de um grande amigo. Seu exemplo nos fortalece na nossa caminhada rumo a uma sociedade socialista, onde não haja mais exploração de classe, injustiças, diferenças de nenhuma espécie. A figura de Dr. Silveira como uma pessoa que sempre prezou pelo fim de tudo isso ficará para sempre na memória de todos e todas que tiveram a oportunidade de conviver com ele.

Nossos profundos sentimentos a sua família, amigos e a categoria dos motoristas.

Dr. José Silveira, presente!

Paraíba, abril de 2022