PSTU de Ipiaú comemora 90 anos da Revolução Russa

Evento reuniu 400 pessoas em Ipiaú para homenagear a Revolução Russa
PSTU Ipiaú

O PSTU, único Partido Socialista de Ipiaú, realizou no dia 17 de outubro uma série de atividades em comemoração aos 90 anos da Revolução Russa. O evento contou com a presença do historiador, José Roberto, de Itabuna, e foram realizadas palestras seguidas de vídeos-debates. A atividade é fruto do compromisso do PSTU com a formação política e a consciência histórica dos estudantes e trabalhadores. Estiveram presentes, também, diversos professores. O local foi o Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, que recebeu um público de aproximadamente 400 pessoas.

O PSTU afirma que as mudanças não serão possíveis através das eleições, mas somente com uma revolução socialista, a exemplo da revolução de outubro de 1917 na Rússia. Isso não acontece num passe de mágica, mas, sim, na construção diária de lutas e mobilizações, diferentemente das eleições que acontecem a cada dois anos.

Assim, o PSTU afirma que atividades desse tipo farão parte do calendário permanente do partido em Ipiaú.

O primeiro dos ensinamentos da Revolução Russa é que, para mudar realmente um país, é necessário uma revolução socialista, entendimento que muitos partidos – como o PT e o PCdoB – já deixaram de lado e se degeneraram pela exclusiva participação eleitoral.

O exemplo de PT, PCdoB, PMDB e os outros, que direcionaram as expectativas de toda uma geração para a eleição de Lula, demonstrou o fracasso deste projeto. Não se muda o estado burguês “por dentro”, pela via eleitoral. Os bolcheviques demonstraram que se deve destruir o estado burguês e construir um novo estado, sob o controle dos trabalhadores.

Para nós do PSTU, a melhor homenagem que podemos fazer aos 90 anos da Revolução Russa é não somente a recordação deste fato extraordinário. É a retomada de sua estratégia.

A experiência fracassada com o capitalismo nos mostra que somente o socialismo é capaz de reverter essa situação de miséria. A experiência que já tivemos com partidos da direita (PSDB, DEM, PL), e agora com partidos “reformistas” da esquerda (PT, PCdoB e PMDB), nos mostra que somente um partido revolucionário do tipo bolchevique pode dirigir uma Revolução rumo ao Socialismo.

Foi o que faltou na Argentina, no Equador, na Bolívia e em tantas outras revoluções nas quais as massas fizeram tudo que podiam sozinhas, mas faltou o determinante, o decisivo, que nos ensinou a Revolução Russa: a presença do Partido Revolucionário na direção. Essa ferramenta não se improvisa a cada quatro anos. Não podemos esperar chegar um processo revolucionário para construí-la, é preciso anos e anos de dedicação, formação, e de lutas ligada às massas para estamos prontos. É para isso que o PSTU se prepara, é para isso que existimos e nos remetemos sempre a experiência da Revolução Russa de outubro de 1917. Só a Luta Muda a vida!