Projeto que reduz os salários dos políticos de Belém pode ir à votação nos próximos dias

Cleber Rabelo conversa com operários da construção civil

Vereador do PSTU, Cleber Rabelo, apresenta projeto para reduzir salários de vereadores, secretários, prefeito e da vice-prefeita

O Projeto de Lei que reduz o salário dos vereadores, secretários, prefeito e vice-prefeita de Belém está na pauta de discussões da Câmara Municipal e pode ser votado ainda esta semana. De autoria do vereador do PSTU, Cleber Rabelo, o projeto pretende fixar a remuneração dos políticos em 8 salários mínimos, o que reduziria os atuais R$15.031, 76 para R$6.304,00 mensais.

Para Rabelo, os salários dos parlamentares não condizem com a realidade dos trabalhadores do município. “Enquanto cerca de 40% dos trabalhadores do Pará sobrevivem com até um salário mínimo e tem que conviver com o aumento do preço da energia, dos transportes e dos alimentos, os políticos têm diversas mordomias e altas salários e privilégios. É uma contradição”, afirma o vereador não recebe os R$15 mil de salário.

Eu recebo cerca de 1/3 destes R$15 mil. O restante, é doado para o meu partido e para apoiar a luta dos trabalhadores, seja garantindo carro-som em atos, panfletos…”. Rabelo ainda afirma que o projeto pretende educar os parlamentares já que, em sua percepção, a atuação política não deve ser um meio de vida. “Em qualquer instância, os parlamentares são eleitos para defender os direitos dos trabalhadores, propondo e votando projetos para a vida digna da população. Mas, infelizmente, o que vemos hoje são pessoas que se elegem para mudar de vida, conseguir mordomias e enriquecer a custa dos trabalhadores”, disse.

O projeto é polêmico desde que foi apresentado, no começo de 2013, mas de acordo com Rabelo não se trata de demagogia. “Muitos vereadores contrários ao projeto dizem que não passa de demagogia. Isso não é verdade. Nós não propomos que o salário seja uma miséria! Achamos que com 8 salários mínimos os parlamentares podem muito bem se sustentar”, afirma.

O projeto já está na pauta de discussão e pode ser votado ainda esta semana ou no início da semana que vem.

ACESSE o blog do vereador Cleber Rabelo