Por um dia nacional de paralisação

O PSTU apoia o chamado da Conlutas às demais centrais para a organização de um novo dia nacional de lutas, como continuidade dos protestos do dia 14. Essa nova data deve estar voltada centralmente para paralisar as categorias que estão em mobilização e campanhas salariais.

O dia 14 demonstrou que existe disposição entre os trabalhadores para que seja realmente realizado esse dia de paralisação das categorias em campanhas salariais. Para isso, basta haver empenho das principais direções do movimento sindical brasileiro. Mas, infelizmente, o que vimos até agora é que a parceria desenvolvida com o governo Lula impede que esses setores apostem de fato na mobilização.

As direções da CUT, Força Sindical, CTB e demais centrais sindicais devem romper seus acordos com o governo Lula e apostar na mobilização dos trabalhadores.

Precisamos organizar desde já comandos de mobilização unificados dessas categorias nos estados e regiões. Assim, as ações das campanhas salariais podem ser coordenadas desde já. Só a mobilização independente e unificada poderá forçar os patrões e os governos a atenderem as nossas reivindicações salariais e garantir nossos direitos.

Da mesma forma, é preciso apoiar as manifestações que ocorreram em todo o país – principalmente as dos estudantes organizados na Anel – pelo Fora Sarney, fim do Senado, por uma câmara única com mandatos revogáveis e pela prisão e confisco dos bens de todos os corruptos e corruptores.

Não vamos deixar nas mãos dos partidos da direita, como PSDB, PPS e DEM, a luta contra a corrupção. Afinal, eles são tão corruptos como o atual governo e a sua base parlamentar no Congresso Nacional.

Post author
Publication Date