Petroleiro morre em acidente de trabalho em Sergipe

No dia 10 de julho, às 14 horas no Poço SZ 298, no campo de Castanhal, Siriri, estado de Sergipe, o trabalhador petroleiro Cleber Pereira Silva, 25, morreu em conseqüência de um acidente de trabalho.

Cleber teve fraturas expostas e foi atingido na artéria femoral e em outros órgãos. Cleber é mais um trabalhador petroleiro que morre por acidente de trabalho. Entre 1998 até hoje, 189 trabalhadores morreram vitimas de acidente de trabalho na Petrobras. Desses, 154 eram terceirizados, ou seja, os que quem enfrentam trabalhos de alta periculosidade e quase não possuem direitos trabalhistas algum.
O sindicato da categoria da região (Sindipetro AL/SE) convocou um ato de protesto contra as mortes por acidente de trabalho.

Estiveram presentes, além dos petroleiros, candidatos da Frente de Esquerda no Sergipe, formada pelo PSTU e PSOL, como o candidato ao governo do estado, Stoessel Chagas Nunes, acompanhado do candidato a vice, Edivaldo Leandro, e os candidatos a deputados estaduais Clovis José, Dalton Francisco e Vera Lúcia.

Os Candidatos do PSTU, participam durante toda a semana das Panfletagens do Jornal da Conlutas, que denuncia a intenção do Governo Lula em Aprovar o Super Simples que visa cortar direitos dos trabalhadores;

Outros atos em memória ao trabalhador petroleiro serão organizados pelo sindicato nos próximos dias. Na ocasião, serão exigidas melhores condições de trabalho para evitar as mortes e acidentes.